quarta-feira, 25 de agosto de 2010

DÍZIMO - Respostas às suas perguntas - Jarrette Aycock

PODE UMA PESSOA USAR O DÍZIMO?

     "Podemos usar o dízimo a título de empréstimo?" 
     De acordo com Levítico 27:31, sim. Diz o versículo: "Se alguém das suas dízimas quiser resgatar alguma coisa, acrescentará a sua quinta parte sobre ela."
     Se eu me apanhar num aperto e tenho uma centena de Euros de dinheiro de dízimo, eu posso usá-lo; mas quando estiver a fazer a reposição, devo pagar cento e vinte Euros. 
     O banqueiro mais austero, mais agarrando ao dinheiro dificilmente  ousa pedir mais do que 10 por cento de juros. No entanto, este grande Deus de amor e misericórdia factura-nos 20 por cento. 
     Por que pediria Deus um juro maior sobre o Seu dinheiro do que o banqueiro? Na verdade, na maioria dos casos, mais do que o dobro. Porque é perigoso usar o dízimo.


Quando as Crianças Pedem Emprestado
     Pedir emprestado o dízimo do Senhor é como as crianças que pedem aos pais para lhes emprestarem dinheiro. Elas são honestas e planeiam pagar tudo de volta. No entanto, muitos de vocês sabem por experiência como tudo fica. Uma vez tendo tomado um empréstimo do seu dízimo, repor a quantia torna-se uma das coisas mais difíceis do mundo.
     O diabo tira proveito do facto de que você está em dívida para com Deus e açoita-o a respeito disso, e fá-lo infeliz e, se possível, o fará cair da graça completamente. É perigoso emprestar o dízimo. Se precisar de dinheiro, é melhor ir ao banco. Não peça dinheiro emprestado do Senhor.
     Depois de eu ter sido fiel com o dízimo por um ano ou mais, não por culpa minha ou da minha família, mas devido a doença, contraímos uma dívida bastante grande.
     O inimigo disse-me: "Não é correcto dares à igreja um décimo do que ganhas, quando tens estas contas por pagar. Um cristão paga as suas dívidas. Devias pagar a estes credores e, quando todas as suas obrigações estiverem liquidadas, poderás dar mais do que um décimo à igreja. " 
     Isso soou muito religioso. Na verdade, ele parecia a coisa mais acertada a fazer, que eu aceitei o seu conselho.  
    Esse conselho era errado, e isso é o que há de errado com ele: o cristão deve pagar suas dívidas, mas ele não deveria usar o dinheiro de Deus para pagá-las. Ele deve usar o seu próprio dinheiro.

Honestidade, a Melhor Política 
    Suponha que um homem entrega-me uma nota de dez Euros para dar ao nosso ministério de compaixão. Ele me constituiu seu mordomo. Confiou-me o seu dinheiro para entregar ao nosso tesoureiro do ministério de compaixão. Suponha que eu devo uma centena de Euros a empresa mercantil e a minha factura está em dívida e eu, em vez de entregar os dez Euros ao tesoureiro da nossa missão de compaixão, junto-os aos meus noventa Euros e pago a minha dívida para com a empresa mercantil. 
    Você diz: "Irmão Aycock, isso não seria honesto - não estaria certo." 
    Correcto! No entanto, seria exactamente tão honesto como seria eu tirar dez Euros do dinheiro do dízimo de Deus e aplicá-los nas minhas dívidas. 
    Nunca perca de vista o facto que "O dízimo é do Senhor." Nenhuma parte dele nos pertence. Portanto, não temos o direito de usá-lo para pagar as nossas dívidas.

Dando Ouvidos a Satanás 
     Não obstante, dei ouvidos ao diabo. Eu parei de pagar o meu dízimo para que eu pudesse pagar as minhas dívidas, e o resultado foi que Deus não estava a receber nada, eu não estava a ter nada, e nem os meus credores. Um sentimento de condenação veio ao meu coração e comecei a perder a paz, a alegria e a vitória da minha alma.
     Quando me despertei para este facto, caí sobre os meus joelhos e prometi a Deus que, se ele me perdoasse, eu Lhe pagaria um décimo de tudo que eu ganhasse para o resto da minha vida.
     Imediatamente, comecei novamente a dizimar, e não demorou muito até que eu tivesse dez cêntimos para entrar na igreja e noventa cêntimos para aplicar nas minhas dívidas. 
     Redescobri, anos atrás, que noventa cêntimos renderão mais, se Deus receber o dízimo, do que o Euro inteiro, se Deus não recebe nada.

Sem comentários: